• Post category:Educação

A saúde financeira de um negócio está diretamente relacionada à gestão de gastos e de indicadores econômicos.

image 1024x682 1
Foto: Mikhail Nilov/Pexels

A saúde financeira de um negócio está diretamente relacionada à gestão de gastos. Sendo assim, indicadores como o Opex podem auxiliar na categorização de investimentos, na melhora na estratégia de gestão e na otimização do planejamento financeiro das empresas.

Oriunda do termo em inglês Operational Expenditure, a sigla Opex refere-se a um indicador de despesas operacionais e abrange os investimentos com atividades de manutenção e de funcionamento de uma companhia. Folhas de pagamentos, prestadores de serviços, taxas administrativas e aluguéis de equipamentos são exemplos.

O empreendedor paga por serviços contratados ao longo de um período a partir dos investimentos operacionais (Opex). Alguns exemplos são despesas como conta de luz, água e internet, gastos com publicidade e matéria-prima e contratação de softwares. Ele é, portanto, um dos indicadores que coexistem para o melhor planejamento de uma empresa.

Além do Opex, as empresas dão atenção ao Capex – Capital Expenditure – referente às despesas em bens de capital, como compra de equipamentos, máquinas e imóveis, por exemplo. Considerá-los separadamente na realidade financeira de uma mesma instituição, contudo, é fundamental, já que cada um possui origens estratégicas e contábeis diferentes.

Por que o empreendedor deve ter atenção ao Opex?

Grande parte das vezes, o Opex é encarado como um indicativo de despesas, porém precisa ser considerado como uma parcela de investimento. Ainda que seja utilizado para a operacionalidade de uma empresa, ele deve ser visto como um gasto.

É impossível separar a possibilidade de operação de uma instituição de todos os custos que a viabilizam. O Opex se configura, portanto, em um investimento para o funcionamento do negócio. Além disso, essa modalidade de investimento apresenta vantagens, como a chance de fugir da imobilização de capital por meio do aluguel de equipamentos em vez da compra.

Para além de um gasto, investir em atividades de manutenção e de funcionamento é uma estratégia que as companhias encontram para aumentar o lucro. Especialistas avaliam que gerir indicadores como o Opex é uma maneira de aplicar recursos de forma precisa e organizada. Além disso, apontam a falta de planejamento como um fator decisivo para a falta de sucesso nos negócios.

De acordo com o Ministério da Economia, o país alcançou um recorde histórico com 4,026 milhões de novas empresas abertas ao longo do ano de 2021. Contudo, foram fechadas 1,41 milhão de empresas no mesmo período. Nesse sentido, vale ressaltar que dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que a maior parte das empresas brasileiras não chega a durar dez anos, e uma em cada cinco fecha após um ano de inauguração.

Para entender os principais motivos que levam uma instituição à ruína, um estudo realizado pela CB Insights mostrou que a falta de planejamento está entre as três principais razões responsáveis por levar 29% das pequenas empresas à falência.

A relação do Opex e os investimentos

O Opex também opera como um indicador econômico, ao qual empresários e investidores podem consultar no caso de empresas listadas na Bolsa, por exemplo. É possível, a partir daí, avaliar se o investimento em compra de ações de uma determinada companhia é seguro ou não.

Isso porque, em um balanço patrimonial, o resultado da soma de todas as despesas operacionais deve ser listado para ser apresentado aos gestores, sócios e investidores da empresa. Retratar da maneira mais fidedigna possível a situação financeira de uma companhia é o objetivo do documento.

Assim, os interessados podem avaliar se a instituição em questão recebe o suficiente para arcar com os seus custos operacionais e, ainda sim, gerar lucro.

O acesso a essas informações é de relativa facilidade, pois a regulamentação vigente no Brasil determina que empresas de capital aberto devem divulgar seu balanço patrimonial. Além disso, sites especializados também podem reunir esses dados e os divulgarem online.